Fórum Mercosul de Economias Transformadoras

Compartilhe essa matéria:

O município de Maricá sediou na sexta-feira, dia 29/11, o Fórum Mercosul de Economias Transformadoras; um encontro de confluência regional da América Sul, realizado em parceria com a Plataforma Mercosul Social Solidário. O encontro foi realizado na Lona Cultural Marielle Franco, na Barra de Maricá, das 9h às 17h30 e foi o preparatório para o Fórum Social Mundial das Economias Transformadoras (FSMET 2020), que será de 25 a 28 de junho de 2020, em Barcelona.

O Fórum Mercosul foi dividido em dois momentos, a saber; em Maricá, com realização do seminário internacional “Um Novo Mundo é Possível e Já Acontece Entre Nós!”, público de 250 participantes. E, no dia, 30/11, o evento teve prosseguimento no Campus Fundão da Universidade Federal do Rio de Janeiro, das 9h às 17h30.

De acordo com o secretário de Economia Solidária, Diego Zeidan, estão sendo realizados, nas esferas local e internacional, em diferentes partes do mundo encontros regionais de redes e organizações. Além de movimentos ou iniciativas relacionadas às economias transformadoras. Que, portanto,  tem o intuito de provocar diálogos e gerar consensos e confluências dos diferentes movimentos da economia alternativa; que contribuam para o FSMET 2020 em Barcelona.

Fórum Mercosul de Economias Transformadoras

Segundo o secretário de Economia Solidária, Diego Zeidan:

A organização do fórum está em consonância com a trajetória da cidade no fomento às práticas econômicas que não só se contrapõem a lógica capitalista neoliberal; como demonstram que é possível, na prática, construir economias transformadoras.

Explica Diego:

A parceria com a Plataforma por um Mercosul Social e Solidário possibilita trazer a Maricá experiências de toda América do Sul neste campo. Além disso, amplia a difusão da experiência da cidade na América Latina e no mundo e a insere no processo de construção do Fórum Mundial. É Maricá, mais uma vez, na cena internacional em consequência das políticas inovadoras implementadas aqui.

Sendo assim, o fórum propõe quatro correntes de movimentos convergentes: economias feministas e perspectiva de gênero; Movimentos Agroecológicos e Soberania Alimentar; Bens Comuns: Natural, Urbano, Conhecimento e Digital Commons; e Economias Solidárias e Sociais (incluindo comércio justo, cooperativismo e finanças éticas).

Desse modo, a Plataforma por um Mercosul Social Solidário existe desde 1994. Além disso,  articula 18 organizações dos cinco países do Cone Sul: Argentina, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai. O objetivo dessa plataforma é melhorar o exercício da cidadania das organizações sociais. Além dos setores da população em situação de pobreza e exclusão. Então, dentre os eixos temáticos de atuação estão agroecologia, soberania alimentar, juventudes, mulheres e economia solidária.

Enfim, veja também:

>>Fim da Edição 2019 dos Jogos Estudantis de Maricá


Compartilhe essa matéria:
Samantha Carvalho

Samantha Carvalho

O que dizer sobre mim? Bom, acho que devo ser breve. Sou uma pessoa apaixonada por moda e beleza, vou manter vocês bem atualizados sobre as novas tendências do momento. Além disso, vou estar sempre buscando notícias sobre Maricá e levarei até vocês. Fiquem ligados na M1News.