Óleo no litoral chega ao Rio de Janeiro

Compartilhe essa matéria:

O Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA) divulgou uma nota informando que foram encontrados, na última sexta-feira (22), cerca de 300 gramas de fragmentos de óleo no litoral de São João da Barra-RJ, na Praia de Grussaí. O GAA é formado pela Marinha do Brasil (MB), Agência Nacional de Petróleo (ANP) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA)

O Instituto de Estudo do Mar Almirante Paulo Moreira analisou o material e constatou que ele é compatível com o óleo encontrado no litoral do Espírito Santo e da região Nordeste. Por isso, militares da Marinha foram enviados para realizar monitoramento e limpeza do local. Devido à limpeza feita no domingo, segundo a Marinha, a Praia de Grussaí está segura novamente.

Além disso, fragmentos de óleo encontrados em outras três cidades cariocas foram levados para análise. São elas: São Francisco de Itabapoana, Macaé e Quissamã. As amostras foram recolhidas neste domingo (24).

Agora, já são 11 os estados atingidos por esse desastre ambiental. As investigações sobre a origem do problema ainda não foram concluídas, porém, demonstraram que o material trata-se de petróleo cru.

 

Óleo no litoral do Rio_M1NewsTV
Em Quissamã, os fragmentos chegaram a aproximadamente um quilo. Foto: Defesa Civil de Quissamã.

 

Perigos do óleo no litoral

Os componentes encontrados no petróleo são extremamente prejudiciais à saúde. Benzeno, tolueno e xileno, por exemplo, podem causar câncer e problemas no sistema nervoso, a longo prazo. No entanto, mesmo a curto prazo, pode haver problemas de saúde. Dermatite de contato irritativa, pneumotite química, tosse e náuseas são sintomas que costumam aparecer logo após o contato. Inclusive, alguns voluntários que ajudavam na limpeza das águas contaminadas tiveram reações causadas pelas substâncias.

Além disso, os hidrocarbonetos poliaromáticos, presentes no petróleo, contêm partículas muito pequenas. Ou seja, podem misturar-se à água, dificultando a sua limpeza. Os animais marinhos têm sofrido os danos da contaminação, fazendo com que organizações ambientais redobrem os esforços para ajudá-los.

As consequências do óleo no litoral incluem, também, danos financeiros. Afinal, uma força-tarefa tem sido enviada aos locais afetados. E algumas atividades ligadas à economia, como pesca e turismo, também foram prejudicadas.

Veja também: Mestranda Priscila e seu trabalho para 3ª Idade.


Compartilhe essa matéria:
Ionnara Lima

Ionnara Lima

Jornalista pela Universidade Federal do Tocantins e produtora de conteúdos para sites/redes sociais.