Maricá Rotativo: Mais controle nos estacionamentos

Compartilhe essa matéria:

Maricá Rotativo: Mais controle nas vagas públicas

Antes de mais nada, desde o início de junho a os agentes do Maricá Rotativo (estacionamento rotativo) estão nas ruas do Centro da cidade. O objetivo é informar aos motoristas sobre o início do funcionamento do sistema. Desse modo, na quinta-feira (06/06), agentes divididos em duas equipes, percorreram as ruas: Barão de Inoã e Ribeiro de Almeida.

Gerenciado pela Companhia de Desenvolvimento de Maricá (Codemar), com o apoio da Secretaria de Segurança,  Ordem Pública e Trânsito, o Maricá Rotativo começou a ser implementado de forma educativa (sem emissão de multas e cobrança de taxas). Regra vale para os veículos estacionados nas vagas públicas das principais vias centrais. A previsão é que em julho o programa entre efetivamente em operação.

O projeto Maricá Rotativo prevê um ordenamento do estacionamento público. Desse modo, impedirá que veículos fiquem parados em uma única vaga ao longo do dia. Consequentemente, permitirá uma maior rotatividade nos espaços.

Sistemática do Maricá Rotativo

Antes de mais nada, veículos emplacados no município terão que pagar o valor R$ 2, para estacionamento nas principais vias do centro. O valor é válido no período de duas horas, podendo ser prorrogado por mais duas horas. Entretanto, veículos emplacados em outros municípios, o valor cobrado será de R$ 2,50 para o mesmo tempo de permanência. Por certo, que também poderá ser prolongado por igual período.

Ao estacionar o carro, o condutor deverá adquirir o tíquete. Ressalte-se que existem hoje 60 pontos de venda disponíveis. Porém, o tíquete pode ser adquirido pelo aplicativo do Estacionamento Rotativo, disponíveis gratuitamente nas plataformas digitais.

 

Maricá Rotativo
Aplicativo do Estacionamento rotativo nas plataformas digitais

Maricá Rotativo: Ruas Iniciais

Inicialmente o programa abrangerá seis ruas da região central, a saber; Ribeiro de Almeida, Barão de Inoã, Expedicionário Luiz Manoel, Carlos Rangel, Abreu Rangel e Juvenal Bittencourt. Dessa maneira, nessas ruas foram disponibilizadas 100 vagas do programa, além das 27 preferenciais. Em princípio, essas vias servirão como teste para, posteriormente, outras ruas adjacentes serem integradas ao Maricá Rotativo.

De acordo com a diretora de operações do programa, Daniele Almeida Pessôa, o valor arrecado será revestido no melhoramento da própria cidade como criação de calçadas acessíveis e projetos de ordenamento de trânsito.

“Na verdade, o Estacionamento Rotativo já acontece em algumas cidades, justamente para ter esse rodízio que é o nosso maior benefício. É uma rotatividade não só para as pessoas que moram em Maricá, mas também para turistas que visitam o município em alta temporada. Ou seja, é criar uma organização de parada desses carros”, explicou.

Por fim, além do Centro, o programa será implantado na orla da Barra de Maricá e Itaipuaçu. Acrescente-se que nos locais de orla, o período de estacionamento, no entanto, será maior, a saber; 4 horas renovável por mais 4h.

Foto Destaque: Clarildo Menezes

 

Veja também:

 

 Corpus Christi – programação de Maricá


Compartilhe essa matéria:

Jhonnatas Silva

Sou fotógrafo, tenho 23 anos, entusiasta da fotografia jornalística e automobilística. Escolhi viver dessa arte pois ela me trouxe de volta o sentido da vida quando eu mesmo já tinha desistido dela... A fotografia possibilita a viagem no tempo e com isso traz emoções nostálgicas de momentos que ficam marcados na História. Apaixonado por fotografia documental, meu objetivo é fazer algum trabalho para a National Geographic e não vou desistir até conseguir. Realizando esse feito, posso dizer que zerei minha vida!