Correios começam a cobrar R$ 15,00 por encomenda importada

Compartilhe essa matéria:

A partir da última segunda-feira (27) os Correios começaram a cobrar R$ 15,00 por encomenda importada

CorreiosNa última segunda-feira (27), entrou em vigor a cobrança de R$ 15 por encomenda importada cobrada pelos Correios. Segundo o presidente dos Correios, Carlos Roberto Fortner, esse valor arrecadado será destinado ao custeio da estrutura necessária ao desembaraço alfandegário. Assim, o aumento no número de pessoas que compram em sites e empresas do exterior fez com que os Correios tivessem uma demanda bem maior e inesperada. Uma vez que varia entre 100 mil e 300 mil objetos importados por dia.

Dessa maneira, com o valor cobrado em cima dos produtos, os cofres dos Correios podem ter um acréscimo entre R$ 1,5 milhão e R$ 4,5 milhões por dia. Assim sendo, levando em consideração um mês de funcionamento dos Correios, com 20 dias úteis trabalhados, somado a esses valores, pode gerar a empresa estatal o aporte de R$ 90 milhões por mês. De acordo com o presidente, esse valor será revertido na melhoria do serviço prestado à sociedade.

Porém, antes de implementarem essa tarifa, apenas os objetos tributados pela Receita Federal é quem pagavam pelo serviço de cobrança. Ou seja, cerca de 3% do volume total de mercadorias importadas recebidas pelos Correios.

De acordo com a empresa estatal, caso haja um aumento no número de pessoas que estornem a mercadoria, por não concordarem em pagar a taxa de R$ 15,00, isso poderá causar transtornos aos Correios. Portanto, caso ocorra, os objetos serão devolvidos aos exportadores com custo de manuseio, estocagem e envio para os Correios.  

“Com a reorganização, a qualidade dos serviços é melhorada e a velocidade do desembaraço alfandegário e da entrega das mercadorias passa a ser mais rápida”, assegurou o presidente dos Correios. Segundo Fortner, esta cobrança do despacho postal já é praticada normalmente em outros países. Embora, o valor estabelecido pelos Correios ser, em média, quatro vezes menor que os cobrados por empresas privadas que atuam no Brasil neste mesmo segmento.

Procedimento para a liberação das encomendas

Correios

Com o crescimento surpreendente neste segmento, segundo dados, em 2017 os Correios receberam 189 mil encomendas importadas por dia; e, já no primeiro semestre de 2018, já foram 242 mil produtos por dia. Em uma rotina realizada através de suporte dos servidores dos Correios, eles:

  • separam a mercadoria;
  • estocam;
  • e inspecionam

Dessa maneira, quanto encontrado objeto cuja importação é proibida ou que ofereça algum risco ao meio-ambiente, o produto é recolhido. Então, eventuais tributos de importação não pagos também são repassados à Receita Federal. Por último, é avisado ao destinatário a presença dos objetos.

De acordo com Carlos Roberto Fortner, esse é um serviço que eles não podem oferecer de graça, que precisa ser remunerado. E, que eles precisam ter sustentabilidade econômico-financeira.

Então, se você está aguardando encomendas do exterior, acesse o sistema de rastreamento de objetos. E, se necessário, realize o pagamento do despacho postal, através de boleto ou cartão de crédito. Logo após a confirmação do pagamento, o prazo de entrega será contado conforme o serviço contratado no momento da compra. É possível encontrar mais informações sobre procedimentos de importação no site dos Correios.

 

Reclamações

No entanto, o início da cobrança fez com que usuários do portal e-Cidadania, do Senado Federal, apresentassem propostas de revogação. Diante disso, uma das reclamações da cobrança da taxa já conta com o apoio de 13.624 usuários do portal. Portanto, caso alcance 20 mil apoios até o dia 26 de dezembro a sugestão será levada à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH). Confirmando a legalidade das ideias legislativas apresentadas por cidadãos, elas serão transformadas em sugestões legislativas e serão debatidas pelos senadores.

 

Foto em destaque: Marcelo Camargo/Agência Brasil.

 

Veja também

===> http://m1newstv.com/encerrara-campanha-contra-poliomielite/

#m1 #m1news #m1newstv #m1newstvmaricanoticias  🎤🎥 


Compartilhe essa matéria:
Meire Camargo

Meire Camargo

Bacharel em Comunicação Social, habilitação em Jornalismo. Especialista em Telejornalismo.

Um comentário em “Correios começam a cobrar R$ 15,00 por encomenda importada

Fechado para comentários.