CEU de Maricá: Revitalização do centro de artes

Compartilhe essa matéria:

CEU de Maricá revitalizado!

Antes de mais nada, a Prefeitura de Maricá entrega ao público nesta quarta-feira (10/07), às 16h, as obras de revitalização do Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU). O polo esportivo fica no bairro da Mumbuca às margens do quilômetro 27,5 da rodovia RJ-106.

De fato, uma das principais melhorias realizadas no espaço foi o aumento da quadra de esportes, que passou a ter 28 metros de comprimento e teve mantidos os 16 metros de largura. Com isso, o ginásio ganhou também dois vestiários e sanitários independentes. Semelhantemente, o CEU ganhou também um espaço que será reservado à Secretaria de Esportes e Lazer.

CEU de Maricá

Equipes da prefeitura finalizaram nesta terça-feira (09/07) o arruamento nos fundos do espaço, que tem 120 metros de extensão. E dessa maneira, conta com um recuo para estacionamento.

A área externa passa a contar com nova iluminação, paisagismo, aparelhos de ginástica. Além disso, novos brinquedos para crianças foram instalados que incluem um balanço para cadeirantes. A pista de skate também foi restaurada e ganhou nova pintura.

CEU de Maricá: Equipamentos completamente novos!

Por se tratar de um projeto federal, o espaço do prédio principal não pôde sofrer alterações em sua forma original. Mas recebeu mobiliário e equipamentos novos. Além disso o ambiente foi inteiramente climatizado e ganhou nova pintura na fachada. No prédio funcionam um auditório (utilizado também como teatro e cinema), sala de leitura, espaço para oficinas, um telecentro e o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) da Mumbuca.

CEU de Maricá

Por fim, o CEU de Maricá foi inaugurado em maio de 2014 e leva o nome de Marco Antônio Cardoso Siqueira, falecido em 2013 e irmão do então prefeito Washington Quaquá. Foi o primeiro equipamento público deste tipo entregue no estado do Rio. O projeto do Ministério da Cultura em parceria com a Prefeitura foi construído com investimento de R$ 2,5 milhões (R$ 2 milhões do governo federal e R$ 500 mil de contrapartida municipal).

Veja também: Prêmio Nacional em Saúde para Maricá


Compartilhe essa matéria:

Jhonnatas Silva

Sou fotógrafo, tenho 23 anos, entusiasta da fotografia jornalística e automobilística. Escolhi viver dessa arte pois ela me trouxe de volta o sentido da vida quando eu mesmo já tinha desistido dela... A fotografia possibilita a viagem no tempo e com isso traz emoções nostálgicas de momentos que ficam marcados na História. Apaixonado por fotografia documental, meu objetivo é fazer algum trabalho para a National Geographic e não vou desistir até conseguir. Realizando esse feito, posso dizer que zerei minha vida!